pactoglobal

A Organização das Nações Unidas (ONU), fundada em 1945, conta com a participação de 193 países-Membros, tendo sido criada com o intuito de promover a paz e a segurança em todo o mundo. Os órgãos que compõem a estrutura da organização são a Assembleia Geral, o Conselho de Segurança, o Conselho Econômico e Social, a Corte Internacional de Justiça, o Secretariado e o extinto Conselho de Tutela. Os órgãos são responsáveis por lidar com uma ampla gama de assuntos relacionados à política, economia, sociedade, meio ambiente, saúde, dentre outros.

 

wide-view-un-general-assembly-hall

 

Mais recentemente, no início do século XXI, a organização passou a trabalhar de modo mais incisivo com empresas, empresários e o mundo dos negócios, com a prerrogativa de transformar o mundo em um lugar melhor através da responsabilidade corporativa. Em 2005, o então Secretário-Geral da ONU, Kofi Annan, adotou a resolução A/RES/70/224 da Assembleia Geral, que criou o mandado de trabalho do Pacto Global da ONU, com o objetivo de “promover práticas empresariais responsáveis e valores das Nações Unidas entre a comunidade empresarial global e o Sistema da ONU”.

Pacto global

 

Através do Pacto Global da ONU, empresas são incentivadas a aderir a dez princípios universais em suas operações e estratégias, como em relação à proteção de direitos humanos e do meio ambiente, medidas anticorrupção, questões trabalhistas e tomada de ações que promovam objetivos sociais. Nesse contexto, “o quadro de governança resultante distribui as funções de governança entre várias entidades de forma a envolver os participantes e as partes interessadas nos níveis global e local na tomada de decisões e no aconselhamento sobre as questões de maior importância para o seu papel e participação no Pacto Global da ONU e para refletir o caráter público-privado e de diversidade de participantes da iniciativa”.

A estrutura da governança do Pacto é dividida em: Cúpula de Líderes, evento trienal que tem o objetivo de avançar no compromisso dos líderes participantes com a iniciativa; o Conselho do Pacto Global da ONU, liderado pelo Secretário-Geral da ONU, que define critérios para admissão de signatários à iniciativa e promove a adoção e a implementação de políticas; Redes Locais, que são responsáveis por avançar o Pacto dentro de um determinado território; o Fórum Anual de Redes Locais, que promove o encontro de mais de 80 redes de países participantes do Pacto; a sede do Pacto Global, formada pelo Escritório do Pacto Global da ONU e a Fundação para o Pacto Global, que cuida da administração diária e atua como Secretariado da iniciativa; e o Grupo Governamental do Pacto Global & Amigos do Pacto Global, que ocorre bianualmente com o intuito de revisar orçamentos e progressos do Pacto.

 

643590-Visitors-Plaza

 

Atualmente, o Pacto é a maior iniciativa corporativa de sustentabilidade do mundo, contando com mais de 13.500 em 170 países. A atual Diretora Executiva do Pacto é a dinamarquesa Lise Kingo, que foi apontada para o cargo pelo ex-Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, no ano de 2015. Antes de se juntar ao Pacto, Kingo fez parte do corpo executivo da multinacional Novo Nordisk, cuja sede se encontra na Dinamarca, e foi professora em uma universidade nos Países Baixos.

Uma das funções principais do Pacto Global hoje em dia é o de promoção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS), que, segundo Kingo, “deveriam ser vistos como uma fonte de inspiração e uma plataforma para um novo crescimento”. Os ODS sucederam aos Objetivos do Milênio (ODM) e servem como base de orientação para a realização de políticas nacionais e realização de cooperações internacionais, contando com 17 Objetivos e 169 metas. Esses Objetivos envolvem diversos temas, como educação, saúde, igualdade de gênero, meio ambiente, erradicação da pobreza, mudança do clima, crescimento econômico, governança, dentre outros.

ods

Com o crescente envolvimento de empresas e empresários nas atividades e objetivos do Pacto Global, em especial ao que se refere à coadunação de práticas empresariais com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, as Nações Unidas afirmaram que “a comunidade empresarial internacional agora quer se associar à comunidade internacional para ajudar a resolver os problemas da humanidade. Isso não é apenas uma boa cidadania global por parte deles. Também é um bom negócio”.

Além da iniciativa do Pacto Global, a Organização das Nações Unidas promove outras plataformas como forma de aproximar-se da comunidade empresarial mundial. Exemplos dessas plataformas são o Mercado Global das Nações Unidas, a Base de Dados de Estatísticas de Comércio de Mercadorias das Nações Unidas e a Divisão de Compras da organização.

 

Para saber mais sobre o Pacto Global da ONU, clique aqui (inglês) ou aqui (português).

Para visualizar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, clique aqui.

Para conhecer o concurso do Pacto Global da ONU para profissionais que promovam objetivos globais, clique aqui.

 

Autor: Wilson Fernandes Negrão Júnior